sexta-feira, 22 de julho de 2011

Ela tem aquele gosto doce de menina romântica e aquele gosto ácido de mulher moderna.

'Não importa o quanto às vezes seja difícil, o quanto às vezes
eu me atrapalhe, o quanto às vezes eu seja a densa nuvem que
esconde o meu próprio sol, quantas vezes seja preciso recomeçar:
combinei comigo não desistir de mim.'

16 comentários:

Claire disse...

Acho que todos podem desistir da gente.Mas jamais podemos desistir de nos.
Um grande beijo e um bom final de semana.

Carla disse...

Gostei. :)
Acho que é dos Homer Simpson.ahah

inêsf. disse...

pois gosto, e gosto muito ..

• cláudiasofiagomes disse...

muito amor *-*
obrigada querida :)

Meire disse...

Rô, obrigada pela visita!
Adorei seu cantinho, quanto ao post se nós desistimos de nós quem é que vai nos ajudar? Porque só pode ser ajudado aquele que quer ajuda. A vida não é colorida todos os dias, mas só nós podemos segurar a nossa mão e dizer: Vamos lá, amanhã é outro dia!

bjokitas pra ti, cheguei e fiquei!
;)

angel red disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
angel red disse...

Essa semana fiquei doente. E foi mt corrida. Mas já já tem uma texto nv. Obrigada pelas visitas.
Suas postagens essa semana parece que foram "feitas" para mim.
Adorei.

Patrícia Amado disse...

espero bem que faça e que toda a tristeza que sinto passe rápido.. custa muito :/

Daniela disse...

enquanto houver oportunidade de recomeçar, eu não vou desistir !

Bjos - bom final de semana :)

Kal Cavalcante disse...

E ela tem aquele gosto doce de menina romântica...

Dommin disse...

Obrigada :)

joana rita disse...

muito, muito obrigada minha linda *.*

Maggie disse...

pois.. obrigada, e para ti também :)

Marta disse...

é bastante importante nunca desistirmos de nós. devemos ser os primeiros a acreditar, a lutar e amar :)
beijinhos

Michelle Trindade disse...

Melhor decisão que alguém pode tomar é essa. Não desistir nunca de si! Jamais!
Bjs carinhosos!

Natália Rocha disse...

Acho que esse é o segredo para renascermos a cada dia, jamais desistirmos de nós mesmos.


beeijo, Rô!