segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

E eu que andava tão sozinha,
encontrei você, 
aqui,
novamente...
Mas você me procura e depois se vai
e eu continuo sozinha...
Isso porque eu acreditava ter esquecido
que era passado
nunca passa,
mas quase passa todo dia,
nunca por inteiro...
Um pedaço de você continua aqui,
e isso dói,
porque não sei se em você
há tambem um pedaço meu!

 

13 comentários:

Marcos Paulo disse...

Oi, Rô. Como está?
Acho que aquele soneto "vomitado" que postei é bem parecido com sua poesia.
O sofrimento não pode ser maior que o entendimento dele. Podemos sim estar em dor, mas sempre acreditando e vivendo as dúvidas, tirando o peso da incerteza dos dias.
Mande-me mais escritos teus. Gostei!
marcosoluap@hotmail.com (msn)

Sempre um prazer e um privilégio.
Um beijo,
MP

Fernanda Lucena disse...

Reciprocidade é sempre muito bem-vinda né ? Mas a gente não pode exigir nada de ninguém a não ser mostrar nossos bons motivos pra que alguém disponha um lugar no coração .
Boa semana pra você Rô , que você atravesse bem seus dias (:

Camyli Alessandra disse...

Sumida... que bom que voltou!
Gostei da poesia sempre estamos e somos pedaços na vida de alguem.

Alê disse...

Menina,

Tem coisa melhor que esses encontros? Que nos fazem tremer, vibrar, sonhar?


Um beijo

angel red disse...

é bom saber que há um pouco de nós em alguém. Reciprocidade é sempre mt bom. Adorei. Tem sido a pergunta que tenho me feito: Se há dentro do outro algo de mim. Difícil.
Boa sorte!!

André Walker disse...

Acho que esse é o natural das coisas, as outras pessoas são como quebra cabeças e nesses quebra cabeças há muitas peças nossas...

Camila Sanches e Amanda Sanches disse...

e essa é a dor que mais dói! A dor do amor ;/

bjs

Mirela disse...

é assim que me sinto,um pedaço dele sempre comigo
bjus

Carol disse...

Rô do céu... e essa dúvida também me aflige!

ABAFA!

boa semana!
beijo

Daniela disse...

Tudo que vai , ainda fica e talvez queira ficar por muito tempo .

Bjoks !

Fernando Gonçalves disse...

Olá, parabéns pelo seu blog.
Te convido a conhecer o meu,
http://carmasepalavras.blogspot.com/

;)

Luiza Fernandes disse...

Ai como o amor doi vez em quando, como é ruim sentir a ausência de alguém.
Beijos!

Natália Rocha disse...

Nossa que lindo! Dói não ter certeza do amor do outro, né?