domingo, 22 de maio de 2011

Livrai-me, Senhor de tudo que for vazio de amor!

“Eu só sei que amo verdadeiramente depois de ter esbarrado nas imperfeições do outro, depois de ter conhecido sua pior faceta e mesmo assim continuar reconhecendo-a como parte a que não posso renunciar. Só o amor me faz conviver com o precário da vida, com a indigência humana”.
Padre Fábio de Melo

7 comentários:

Natália Rocha disse...

Ah, que lindo!
Nossa, muito lindo, é verdadeiro.
Só se ama verdadeiramente quando se conhece as imperfeições do outro, e essa não arranham a admiração e o amor que sente.

Beeijo, Rô!

Ludi disse...

Quem ama, ama de qualquer jeito né? Com qualidades e defeitos...
Beijão

Natália Rocha disse...

Passando pra te desejar uma boa semana, Rô!

Beeijo!

Tαthý F. disse...

Adorei seu espaço, estou lhe seguindo! Boa Semana Rô.

Ciara Gomes disse...

Só se ama verdadeiramente quando casamos com as imperfeições do outro, tentando superar todas as dificuldades que elas possam nos trazer...

Uma semana abençoada

Xerim

Fabi disse...

amar nas perfeições é fácil, o amor verdadeiro nasce nas adversidades.

Rafael disse...

Gostei de seu blog. Te seguindo. Sempre estarei por aqui. Se possível, visite meu blog:

http://deletrasasentimentos.blogspot.com/