quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Paciência


Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
A vida não para

Enquanto o tempo acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora vou na valsa
A vida é tão rara

Enquanto todo mundo espera a cura do mal
E a loucura finge que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência
O mundo vai girando cada vez mais veloz
A gente espera do mundo e o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência
 

Será que é o tempo que lhe falta pra perceber
Será que temos esse tempo pra perder
E quem quer saber
A vida é tão rara (Tão rara)

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, a vida é tão rara (a vida não para não)

Será que é tempo que me falta pra perceber
Será que temos esse tempo pra perder
E quem quer saber
A vida é tão rara (tão rara)

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei,a vida não para (a vida não para não... a vida não para) 

Lenine

Essa música diz tudo...

3 comentários:

Lidi disse...

"Quem tem olhos pra ver o tempo soprando na pele..."
O tempo realmente,e graças a Deus,não para!
Beijo

Dessa Britto disse...

Adorei o blog, querida.
Estou seguindo e com certeza voltarei sempre *-*
Se der, dê uma passadinha lá .. dessabritto.blogspot.com

Sentindo e pensando disse...

Faço minhas suas palavras: diz tudo mesmo!